quarta-feira, maio 16, 2012


Ex-Deputados e ex-diretores da Alep, na corda bamba

0
O Ministério Público do Paraná quer a devolução aos cofres públicos de R$ 25,5 milhões e pediram o bloqueio de R$ 213,2 milhões de bens de deputados e ex-diretores da Assembléia Legislativa do Paraná, para garantir o ressarcimento. O valor teria sido pago indevidamente pela Alep a 10 supostos funcionários fantasmas. Os promotores responsabilizam o ex-presidente da Alep, Nelson Justus e o ex-1º secretário Alexandre Cúri pelas contratações irregulares, além do ex-diretor geral, Abib (Bibinho) Miguel, o ex-diretor administrativo José Ary Nassif e o ex-diretor de pessoal Claudio Marques da Silva. Justus e Cúri disseram que só vão se manifestar na Justiça e que os funcionários teriam sido contratados antes de 2000, em gestão anterior, portanto.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...