domingo, fevereiro 26, 2012


CRISE NO ORIENTE MÉDIO

0



A Agência Internacional de Energia Atômica anunciou que o governo de Ahmadinejad triplicou o ritmo de produção de urânio enriquecido a 20%, já atingindo um estoque suficiente para fazer ogivas nucleares, insuflando a disposição de Israel de bombardear instalações atômicas iranianas.
O entendimentos dos israelenses é de que os aiatolás fazem jogo duplo, forçando a barra com os Estados Unidos e a Europa para diminuir as sanções de um lado (com o petróleo entrando nesta equação), e de outro acelerando seu programa nuclear para se contrapor a um ataque às suas usinas. Os mais radicais afirmam que a real intenção do Irã não é apenas de defesa, mas partir para o ataque contra Israel, fazer Israel desaparecer do Mapa. Este é um conflito que ameaça seriamente a paz mundial, e todos os esforços para o tão esperado período de paz será em vão. Os diálogo e as negociações no campo da diplomacia irão continuar, simplesmente por força de ofício, pois o oriente será eternamente uma zona de conflito. E o que muitos não entendem, é que o poder do petróleo do Irã e dos demais países árabes, e todo apoio diplomático de nações poderosas do mundo, jamais poderão conter o pequeno Israel. Esta é uma velha briga do filho da escrava com o filho da livre. E  é óbvio que os descendentes Agar, querem a todo preço dizimar os descendentes de Sara. É Ismael querendo eliminar da história o nome de Isaque.

Prefeito Borba poderá apoiar Cyr Albieri à sua Sucessão em Jandaia do Sul

0

Nesta última quinta feira, 23/02 a cidade de Jandaia do Sul, como outas do Vale do Ivaí, receberam a ilustre visita do Deputado Estadual Pedro Lupion (DEM), que veio visitar sua base de apoio e realizar reunião com grupo  político ligado ao ex-vereador Cyr Albieri. Lupion falou da alegria de estar tendo a oportunidade, ainda que distante do pleito que elege os deputados, de estar construindo um caminho junto os eleitores do Vale do Ivaí, afirmando que sua família desde o seu bisavô o ex governador Moisés Lupion, sempre foram protagonistas da história política do povo do Vale do Ivaí. E frisou que gostaria de dar continuidade ao trabalho da sua família Pedro Lupion, falou da parceria com Albieri, que inclusive quando foi candidato a Deputado Estadual fez dobrada com o seu pai, e que a parceria irá continuar, dando apoio ao Cyr em sua candidatura a Prefeitura de Jandaia do Sul. A reunião se deu no Hotel Jandaia de propriedade da família Albieri, em seguida a comitiva do Deputado seguiram ao gabinete do Prefeito José Borba, que está impedido de ir a reeleição em função da Lei da Ficha Limpa, deixando transparecer seu apoio a candidatura do ex- vereador Cyr Albieri.
     Josue Oliveira (ex-prefeito de Novo Itacolomi, assessor de Lupion), Cyr Albieri, Prefeito Borba, Deputado
     Pedro Lupion.

sábado, fevereiro 25, 2012


chefe da Casa Civil Durval Amaral frustrará correligionários do DEM

0
O Deputado Estadual licenciado e Chefe da Casa civil do governo Richa, Durval Amaral (DEM). Iniciou a sua carreira política no movimento estudantil, no início da década de 80, seu trampolim político foi a tribuna dos congressos da UPES (União Paranaense dos Estudantes Secundaristas), ao lado de jovens contemporâneos, como Luiz Henrique Bonaturra(Corbélia-PR), Paulino Delazari(Palotina-Pr), Nereu Moura(Guarapuava),Vermelho (Coronel Vivida Pr), José Eugênio Maciel(Campo Mourão-Pr),Gilson de Mattos, Luiz Gomes Neto,Eliseu Piperno (Paranavaí-Pr), Miliquinho (Cornélio Procópio-Pr) e tantos outros.
Atuando na vida pública desde 1984, exerceu mandato de vereador sendo posteriormente eleito em 1988 vice prefeito de Cambé. Agora  no sexto mandato como Deputado Estadual, parece ter outros objetivos. No mês de maio Amaral deixará a Casa Civil para assumir uma das vagas de Conselheiro do Tribunal de Contas, sonho de todo Deputado Estadual exaurido pelo enfadonho trabalho da AL.  Como conselheiro do TC, Amaral  apesar do vigor que aparenta, dá indícios de  que está mesmo disposto a vestir o pijama e tomar posse de um bom controle remoto e ir aos pouquinhos criando uma enorme barreira que o separará dos seus correligionários, deixando uma plêiade de ilustres, órfãos de sua liderança por todo o Paraná.
É desse jeitinho que acontece, assim confirma a história de muitos que  tornaram-se Conselheiros do TC. 

    
   

sexta-feira, fevereiro 24, 2012


Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos VII

0
Ideologia e interesses de classe

As ideias e ideologias, conforme notou Karl Marx, dialogam mais com os interesses do que com a ciência e carregam um forte caráter de classe. A crise mundial do capitalismo é uma só, embora se manifeste de forma desigual nos diferentes países. São muitas, porém, e no mais das vezes contraditórias, as análises e diagnósticos sobre sua natureza. As diferenças refletem os interesses contraditórios envolvidos objetivamente na realidade que é objeto de análise.

Diga-me o que pensa e eu te direi a quem serve, é o que convém afirmar neste caso, parodiando um grande filósofo grego. O funcionário das Organizações Globo sabe bem a quem e a que interesses serve. Felizmente, a classe trabalhadora, e não só na Grécia, já não se deixa levar pelo canto de sereia neoliberal. 



Fonte:Portal Vermelho

Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos VI

0
Valorização do capital financeiro


É evidente que o endividamento excessivo, antes e depois da crise, decorreu do processo de valorização do capital financeiro num ambiente liberal de desregulamentação e pletora de capital (ou excesso de liquidez) respaldada por taxas de juros reais negativas nos EUA, Europa e Japão. Objetivamente, a superprodução de capital e de mercadorias (imóveis) engendrou a crise, que Krugman caracteriza de Grande Recessão.


Sobre culpas e culpados, peço paciência ao leitor (ou leitora) para citar mais uma vez o economista estadunidense ao abordar a queda do PIB na União Europeia no último trimestre de 2011. “Essa retração está atingindo países que nunca se recuperaram da última recessão. Apesar de todos os problemas dos Estados Unidos, seu produto interno bruto finalmente ultrapassou seu pico anterior à crise; o da Europa, não. E alguns países estão sofrendo dissabores do nível da Grande Depressão: Grécia [que amarga mais de quatro anos de recessão] e Irlanda tiveram quedas de dois dígitos na produção; a Espanha enfrenta 23% de desemprego; e a retração atual da Grã-Bretanha já é mais prolongada que a que enfrentou nos anos 1930.”


O que explica a diferença, conforme Krugman, é a política econômica. “Alguns líderes europeus – e uma boa quantidade de players americanos influentes – ainda estão casados com a doutrina econômica responsável por esse desastre. As coisas não precisavam estar tão ruins. A Grécia estaria enfrentando um problema grave independentemente das decisões políticas tomadas, e o mesmo vale, em menor escala, para outros países da periferia da Europa.”


“Mas as coisas foram agravadas bem mais que o necessário pela maneira como líderes da Europa, e, mais amplamente, sua elite política, substituíram moralização por análise e fantasias pelas lições de história. Especificamente, a economia de austeridade do começo de 2010 – a insistência de que governos deviam cortar gastos mesmo em face do alto desemprego – virou moda nas capitais europeias.”


“A doutrina afirmava que os efeitos negativos diretos do corte de gastos sobre o emprego seriam compensados por alterações na ‘confiança’, que os cortes de gastos radicais acarretariam um aumento dos gastos industriais e de consumo, enquanto os países que não conseguissem fazer esses cortes sofreriam uma fuga de capitais e uma alta das taxas de juros. Se isso lhe parecer algo que Herbert Hoover poderia ter dito, você está certo: parece mesmo e ele disse.”


“Agora, os resultados estão visíveis – e eles são exatamente o que três gerações de análise econômica e todas as lições da História poderiam ter-lhes dito que ocorreria. A fada da confiança não apareceu: nenhum dos países que cortaram gastos viu o antecipado crescimento do setor privado. Em vez disso, os efeitos depressivos da austeridade fiscal foram reforçados pela queda dos gastos privados.”


Fonte: Portal Vermelho

Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos V

0
Valorização do capital financeiro


É evidente que o endividamento excessivo, antes e depois da crise, decorreu do processo de valorização do capital financeiro num ambiente liberal de desregulamentação e pletora de capital (ou excesso de liquidez) respaldada por taxas de juros reais negativas nos EUA, Europa e Japão. Objetivamente, a superprodução de capital e de mercadorias (imóveis) engendrou a crise, que Krugman caracteriza de Grande Recessão.


Sobre culpas e culpados, peço paciência ao leitor (ou leitora) para citar mais uma vez o economista estadunidense ao abordar a queda do PIB na União Europeia no último trimestre de 2011. “Essa retração está atingindo países que nunca se recuperaram da última recessão. Apesar de todos os problemas dos Estados Unidos, seu produto interno bruto finalmente ultrapassou seu pico anterior à crise; o da Europa, não. E alguns países estão sofrendo dissabores do nível da Grande Depressão: Grécia [que amarga mais de quatro anos de recessão] e Irlanda tiveram quedas de dois dígitos na produção; a Espanha enfrenta 23% de desemprego; e a retração atual da Grã-Bretanha já é mais prolongada que a que enfrentou nos anos 1930.”


O que explica a diferença, conforme Krugman, é a política econômica. “Alguns líderes europeus – e uma boa quantidade de players americanos influentes – ainda estão casados com a doutrina econômica responsável por esse desastre. As coisas não precisavam estar tão ruins. A Grécia estaria enfrentando um problema grave independentemente das decisões políticas tomadas, e o mesmo vale, em menor escala, para outros países da periferia da Europa.”


“Mas as coisas foram agravadas bem mais que o necessário pela maneira como líderes da Europa, e, mais amplamente, sua elite política, substituíram moralização por análise e fantasias pelas lições de história. Especificamente, a economia de austeridade do começo de 2010 – a insistência de que governos deviam cortar gastos mesmo em face do alto desemprego – virou moda nas capitais europeias.”


“A doutrina afirmava que os efeitos negativos diretos do corte de gastos sobre o emprego seriam compensados por alterações na ‘confiança’, que os cortes de gastos radicais acarretariam um aumento dos gastos industriais e de consumo, enquanto os países que não conseguissem fazer esses cortes sofreriam uma fuga de capitais e uma alta das taxas de juros. Se isso lhe parecer algo que Herbert Hoover poderia ter dito, você está certo: parece mesmo e ele disse.”


“Agora, os resultados estão visíveis – e eles são exatamente o que três gerações de análise econômica e todas as lições da História poderiam ter-lhes dito que ocorreria. A fada da confiança não apareceu: nenhum dos países que cortaram gastos viu o antecipado crescimento do setor privado. Em vez disso, os efeitos depressivos da austeridade fiscal foram reforçados pela queda dos gastos privados.”


Fonte: Portal Vermelho

Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos IV

0
Socorro aos bancos

Apesar das singularidades nacionais, o fato é que a crise fiscal explodiu na Europa em consequência das custosas e generosas operações de socorro aos banqueiros levadas a cabo pelos governos e envolvendo centenas de bilhões de euros. O norte-americano Paul Krugman (Prêmio Nobel de Economia em 2008), que não pode ser caracterizado como um intelectual de esquerda, já escreveu vários artigos explicando o fenômeno. Cito abaixo dois parágrafos de um de seus textos a respeito (“Zumbis gastadores”, de 2/12/2011), onde analisa os casos da Espanha e Itália. 

“Antes da crise, a Espanha tinha um endividamento baixo, que recuava cada vez mais. A Itália tinha um alto endividamento herdado do passado, mas estava num constante processo de redução deste endividamento em relação ao seu PIB. Nenhum dos dois países estava gastando de maneira irresponsável – simplesmente não foi isto que ocorreu. Desde o início da crise o endividamento tem aumentado em relação ao PIB, mas é isto que ocorre quando se tem uma crise econômica.”

“Pois é, a Grécia. Mas a Grécia é agora uma pequena parte desta história. A Grécia (PIB de aproximadamente US$ 300 bilhões) equivale mais ou menos à Grande Miami (US$ 270 bilhões). Itália e Espanha são as grandes protagonistas, e estes países não estavam – repito: não estavam – agindo com irresponsabilidade fiscal.”



Fonte:Portal Vermelho

Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos III

0
Bode expiatório

Meio a contragosto, ele reconhece em uma parcimoniosa linha: “Sim, os bancos emprestaram irresponsavelmente para o governo grego, sabe-se agora”. E daí? Isto não abala sua conclusão de que a culpa cabe aos gregos, que gastaram dinheiro a rodo, sem pesar consequências. “Gastaram por conta, sem se preocupar, por exemplo, com a expansão dos investimentos”. 

O que diria nosso colega (desta triste profissão) sobre os EUA, cuja dívida externa equivale a 40 dívidas soberanas da Grécia? Não é preciso ser um gênio em economia política para compreender as relações de causa e efeito entre as dívidas estadunidenses (interna e externa, pública e privada) e o desastre financeiro que, desde 2008, perturba o sistema capitalista mundial. Devemos esquecer que a crise da dívida externa na Europa é uma continuidade óbvia e inevitável daquele que teve início no interior da maior potência capitalista do planeta? 

Isolar a Grécia do contexto geral e apontá-la como bode expiatório da crise é muito fácil, até mesmo pelas particularidades do endividamento grego, que em muitos aspectos não é comparável ao da Irlanda, Espanha, Portugal ou Itália. Porém, é um truque ideológico que não ajuda a compreender as origens e natureza da crise que está em curso.


Fonte:Portal Veremelho

Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos II

0
Estado irresponsável

Sardenberg admite que os manifestantes “têm razão num ponto – a vida de fato estava melhorando”. Afinal, comenta, os salários subiram 22% no país helênico entre 2001 e 2010. O PIB per capita “saiu da casa dos US$ 20 mil dólares/ano para os 30 mil, nível de país quase desenvolvido (o Brasil, por exemplo, de renda média, tem cerca de US$ 12 mil). Finalmente, do início do século até a eclosão da crise, a Grécia cresceu, na média, 4% ao ano”.

O que explica este desempenho que quase estava conduzindo a Grécia ao Olimpo pelo menos até os trágicos acontecimentos de 2008? O especialista responde sem pestanejar: “A adesão à moeda comum, o euro, em 2001. A taxa de juros caiu rápida e fortemente, barateando o financiamento para investimentos e consumo. Crédito barato, eis o nome da coisa. Mais que isso, a adesão ao euro foi a cereja do bolo.”

“E não esqueçam”, conclui. “O chamado mercado, o sistema capitalista global, propiciou nada menos que três décadas de expansão. Muitos países perderam a chance, outros aproveitaram. A Grécia aproveitou muito. Muito. O chamado mercado, o sistema capitalista global, propiciou três décadas de expansão.”

Claro, a defesa apaixonada do mercado, banqueiros e iniciativa privada, não pode prescindir da defesa do Estado mínimo e crítica ácida a tudo que é público. “E finalmente, o Estado manteve o controle de 40% da economia – com a ineficiência e a corrupção das entidades estatais, e o costumeiro viés favorável aos funcionários de mais alto nível”. 



Fonte:Portal Vermelho

Sardenberg faz apologia do capitalismo e atribui crise aos gregos I

0

Não, a culpa não é do mercado”. Este é o título de um artigo de Carlos Alberto Sardenberg, publicado nesta quinta-feira (23) pelo jornal O Globo. O tema é a crise na Grécia, que o jornalista, especializado em economia, atribui aos próprios gregos.


Afinado, desde sempre, com a ideologia neoliberal, Sardenberg revela preocupações com o fato de que já “se espalha” pelo mundo “o entendimento de que o mercado, os banqueiros e a União Europeia, com suas exigências de austeridade, são os culpados pelas desgraças da Grécia”.

Resta a resignação


Qual nada, argumenta o funcionário das Organizações Globo, remando contra a maré e o novo senso comum que se forma acerca deste tema, em defesa da verdade neoliberal. O mercado, os banqueiros, o FMI, a União Europeia, e o capitalismo (este sistema maravilhoso, perene e insuperável), não têm culpa alguma no cartório. Muito pelo contrário. 

Os trabalhadores gregos, ignorantes ingratos que esbravejam em Atenas contra a troika e a oligarquia financeira, deveriam erguer as mãos para o céu e agradecer ao capitalismo, e aos seus personagens e agentes, pelo (suposto) surto de prosperidade que precedeu a crise da dívida. 

Suportar com estoicismo e resignação os venenos impostos pela troika, abdicando dos protestos e "arruaças" nas praças, eis a receita do nosso articulista, digo articulista das Organizações Globo, ao povo. Mas o escriba desconfia que os rebeldes gregos rejeitam seu diagnóstico impecável e os sábios conselhos que dele emanam. “Se perguntarem aos manifestantes nas ruas de Atenas, eles dirão que tudo ia bem até que a crise financeira estragou tudo”, lamenta.



Fonte:Portal Vermelho

''Chapéu'' de Kassab arranha imagem de Lula dentro do PT

0
Fracasso das negociações com o PSD do prefeito transforma ex-presidente em alvo de críticas dentro da legenda 
A fracassada tentativa de aliança com o PSD para a disputa da Prefeitura de São Paulo arranhou a imagem de "semi-divindade" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no PT. Alguns petistas ainda custam a acreditar que Lula não tenha previsto a possibilidade de o ex-governador José Serra ser candidato, levando Kassab consigo e deixando o PT a ver navios, mas a percepção geral é que o ex-presidente foi enganado.


Segundo petistas, as negociações com o PSD deixaram o PT em um estado de paralisia, geraram fortes reações contrárias na base do partido, neutralizaram o discurso de oposição de Fernando Haddad e jogaram por terra seis meses de trabalho duro da direção municipal para emplacar o ex-ministro sem abalar a unidade partidária.
Para o PT, fiasco das negociações com Kassab jogou partido em situação de pararlisia

Para o PT, fiasco das negociações com Kassab jogou partido em situação de pararlisia Foto: AE
De acordo com relatos, nos quase dois meses de negociações Kassab sempre disse que não poderia deixar de apoiar Serra, mas dava garantias de que o tucano não entraria na disputa. “Ele dizia ao Lula que tinha autorização do Serra para levar adiante a negociação”, disse um dirigente.

Lula e alguns petistas com interesse direto na aliança acreditaram piamente no prefeito e passaram a forçar a aliança. Para isso, atropelaram a direção municipal e lideranças históricas, como a senadora Marta Suplicy, ignoraram a base petista e o próprio Haddad, que nunca escondeu o incômodo.

Kassab aproveitou a porta escancarada e ficou à vontade. Começou a falar diretamente com Lula, ganhar afagos públicos da presidenta Dilma Rousseff, negociar alianças em várias cidades importantes e posar de aliado do governo.

O ápice foi o aniversário de 32 anos do PT. A direção nacional do PT tem o hábito protocolar de convidar para a festa todos os presidentes de partidos, inclusive de oposição. Kassab, para surpresa geral, aceitou o convite. Até o último momento a direção petista acreditava em uma participação discreta. Até que um assessor de Kassab perguntou se o prefeito seria um dos oradores.


Kassab ainda perguntou quando poderia sair, pois seria paraninfo em uma formatura na FAAP, em São Paulo. Ficou combinado que o prefeito ficaria até o hino nacional. Foi tempo suficiente para o técnico que operava o sistema de vídeo colocar a imagem do prefeito em tamanho gigante no telão, levando a cúpula petista ao desespero, e o mestre de cerimônias o anunciasse como “companheiro” Kassab, provocando uma enorme vaia. “Só faltou o Kassab cortar o bolo”, resumiu um dirigente.


Cicatrizes
A manobra fracassada de Lula deixou cicatrizes. Dirigentes que se empenharam para emplacar Haddad a pedido do ex-presidente sentiram-se desrespeitados e excluídos. Alguns viram traços de arrogância no comportamento dos prepostos de Lula.

Além disso o PT, que conseguiu a façanha de definir o candidato em novembro, perdeu terreno na disputa por alianças e a aproximação com o PSD gerou um debate interno que ainda está longe de ser debelado.

Apesar de tudo, muitos petistas ainda enxergam no fracasso da manobra de Lula a melhor saída. “Haddad está aliavado”, disse um dirigente. “Embora seja uma criatura do Lula, ele ficava constrangido ao ter que explicar para os amigos uma aliança com Kassab”, completou. 
 FONTE: Cenário MT.

quinta-feira, fevereiro 23, 2012


Pista de Skate será construida em Mandaguari

0
A Câmara de Vereadores de Mandaguari já garantiu o recurso e a Prefeitura providenciou o terreno, projeto, orçamento e, nos próximos dias, deverá licitar a obra da pista de skate, um sonho das crianças, adolescentes e jovens da cidade. “Será uma obra com um custo aproximado de R$ 100 mil, cujo projeto foi escolhido com a participação de representantes dos skatistas mandaguarienses”, disse o prefeito Cyllêneo Pessoa Pereira Júnior, o “Cileninho” (PP).

Já a Câmara Municipal, através do presidente, Alécio Bento da Silva Filho, o “Alécio do Cartório” (PR) e com o aval dos demais vereadores, se prontificou a devolver os recursos, frutos de economia da casa, que já proporcionou a aquisição de ambulância e aparelho de rio-x para a Secretaria de Saúde.


A pista será construída próximo ao local do antigo barracão, onde os skatistas locais improvisaram obstáculos e até realizaram competições. Ficará entre a Rua Luiz Trintinalha e a antiga Estação Ferroviária, numa área conquistada na atual administração junto ao Patrimônio da União, onde outros equipamentos de esporte e lazer serão construídos futuramente e também será Erguida a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), uma obra do Governo Federal.

A obra terá cerca de 450 metros quadrados, com arquibancadas, rampas, spine, corrimão. Somente a pista terá aproximadamente 300 metros quadrados e vai servir para a prática do skate mais próximo do street, que imita os obstáculos das ruas da cidade.


Da Assessoria PMM.

Pedro Lupion apoia a candidatura de Cyr Albieri em Jandaia do Sul

0
O Deputado Estadual Pedro Lupion (DEM), esteve  visitando hoje várias cidades do Vale do Ivaí. Na cidade de Jandaia do Sul reuni-se com o grupo político ligado ao ex-vereador e empresário Cyr Albieri, que será candidato a prefeito. Após reunião no hotel de propriedade de Cyr, o Deputado foi  entrevistado por Cyr na Rádio Mais FM. Em seguida, Lupion e Cyr, visitaram o gabinete do Prefeito José Borba em breve reunião.

Militares criticam Dilma Rousseff

0
Em nota, presidentes dos três clubes da reserva atacaram declarações de Maria do Rosário e de Eleonora Menicucci e omissão de Dilma Rousseff.

Em sinalização de como os militares da reserva estão digerindo a instalação da Comissão da Verdade, presidentes dos três clubes militares publicaram um manifesto censurando a presidente Dilma Rousseff e atacando as ministras dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e da Secretaria das Mulheres, Eleonora Menicucci, por supostas críticas dirigidas à caserna. A carta, embora assinada por oficiais da reserva, traduz a insatisfação de militares da ativa, que são proibidos de se manifestarem. Eles se queixam de Maria do Rosário por supostamente estar questionando a Lei da Anistia e da titular da pasta das mulheres por críticas exacerbadas aos governos militares. Os militares reclamam que Dilma, como comandante em chefe das Forças Armadas, deveria ter repreendido suas auxiliares, e não ter aplaudido o discurso de posse da nova ministra, endossando suas palavras supostamente contra a categoria. Os Clubes Militares expressam a preocupação com as manifestações de auxiliares da Presidente sem que ela, como a mandatária maior da nação, venha a público expressar desacordo, diz a nota. Ao se queixarem da postura da ministra Maria do Rosário, os militares citam que ela deu declarações na qual mais uma vez asseverava a possibilidade de as partes que se considerassem ofendidas por fatos ocorridos nos governos militares pudessem ingressar com ações na Justiça, buscando a responsabilização criminal de agentes repressores, à semelhança ao que ocorre em países vizinhos. Na nota, os presidentes dos clubes Militar, Naval e da Aeronáutica reclamam de Maria do Rosário alegando que mais uma vez esta autoridade da República sobrepunha sua opinião à recente decisão do STF, que rejeitou a revisão da Lei da Anistia. A Presidente não veio a público para contradizer a subordinada. Nova ministra. O manifesto censurou ainda a presidente Dilma por ter afiançado o discurso supostamente revanchista de posse de Eleonora. Segundo os militares, a nova ministra teceu críticas exacerbadas aos governos militares e, se auto-elogiando, ressaltou o fato de ter lutado pela democracia (sic), ao mesmo tempo em que homenageava os companheiros que tombaram na refrega. Os militares ressaltaram que a plateia aplaudiu a fala, incluindo a sra Presidente.
Fonte: Estadao.

quarta-feira, fevereiro 22, 2012


Rei Davi derrota transmissão do Carnaval da Globo

0
No dia anterior, o Domingo Espetacular já havia derrotado as escolas de samba do Rio. Desta vez a vítima do Rei Davi foi o Carnaval da Globo. A minissérie épica da Record derrotou a transmissão dos desfiles das escolas de samba do Rio durante confronto entre as duas atrações na noite desta segunda-feira (20). A minissérie teve especial de duas horas e meia de duração e passou na Record entre 22h e 0h40. Nessa faixa de horário, Rei Davi marcou 14 contra 13 pontos em média da segunda e última noite de desfiles cariocas da Globo. Os números de audiência são prévios do Ibope. Na noite anterior, a Globo já havia sido derrotada pelo Domingo Espetacular, jornalístico da Record que marcou 14,5 pontos contra 12,7 no confronto com as apresentações das escolas de samba.
Cada ponto no Ibope corresponde a cerca de 58 mil domicílios na Grande São Paulo. No momento de maior diferença entre as audiências, às 23h04, a Record ficou com 17 pontos, enquanto a Globo marcou 13 pontos. Rei Davi vem derrotando sistematicamente as atrações que a Globo coloca para concorrer nos horários de exibição, às noites de terça e quinta-feira.
Fonte: R7.

Simon conclama Dilma a entrar para a história adotando a ficha limpa

0

Simon conclama Dilma a entrar para a história adotando a ficha limpa Em discurso nesta quarta-feira (22), o senador Pedro Simon (PMDB-RS) voltou a sugerir à presidente Dilma Rousseff a adoção, no Executivo, de critérios similares aos que a Lei da Ficha Limpa criou para o Poder Legislativo. Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a constitucionalidade da Lei Complementar 135/2010, fazendo com que a norma tenha validade a partir das eleições municipais deste ano. Simon, apesar das aberrações contidas na lei, elogiou a decisão do Supremo e disse que a adoção dos mesmos critérios dessa lei para o preenchimento de cargos no Poder Executivo seria um avanço histórico para o Brasil. Os ministros e servidores da Controladoria Geral da União (CGU), da Casa Civil da Presidência da República, do Ministério da Justiça, da Advocacia Geral da União (AGU) e da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), assinalou Simon, vêm debatendo a possível edição de um decreto presidencial que estabeleceria a "ficha limpa" também no Poder Executivo. Para Simon, a presidente Dilma Rousseff fará história se adotar a "ficha limpa" no Executivo, pois o critério da reputação ilibada estaria valendo para os três Poderes, proporcionando governabilidade para a presidente e seus sucessores e mais seriedade para o governo federal. "A bola está na mão da presidenta. Presidenta Dilma, esse é o momento, talvez o momento mais importante na orientação da diretriz do governo de vossa excelência. Nessa quarta-feira de cinzas, com muita humildade eu me dirijo a vossa excelência. Faça isso, atenda ao apelo do ministro Jorge Hage e assine o decreto", disse Simon, referindo-se ao ministro da CGU, que vem defendendo a ideia de o Executivo adotar regras similares às previstas na Lei da Ficha Limpa.


 Da Agência Senado.

sábado, fevereiro 18, 2012


FORTE OPOSIÇÃO A HUGO CHAVES NA VENEZUELA

0
                    Henrique Capriles Rodonsky
Chavez já tem rival. É um político de 39 anos, Henrique Capriles Rodonsky. Foi prefeito duas vezes de Baruta, na grande Caracas, e governador do estado de Miranda.
A oposição na Venezuela amadureceu e constatou que tem de ser popular para derrotar Chavez  e que tem de levar em conta o ator decisivo que o presidente ajudou a colocar em cena: os setores mais pobres da população.
É um bom aprendizado para a oposição brasileira. Se não chegar ao povo com um discurso social democrata tende a permanecer minoritária.
Marqueteiros do Brasil vão estar presentes na eleição venezuelana. O de Lula e Dilma, João Santana, fará a campanha de Chavez. Os de Cabral e Paes, Renato Pereira e Chico Mendes, farão a de Capriles.
Começou o processo na Venezuela e será um dos mais interessantes do continente.


Como será o futuro com as decisões do STF?

0
O STF com a decisão em relação a Lei da Ficha Limpa acabou criando uma categoria de princípios de segunda importância sem atentar para a segurança jurídica, a presunção de inocência, a possibilidade de fazer uma nova lei valer para fatos do passado e o direito ao voto.
A Lei da Ficha Limpa passou, mas com princípios do direito completamente rebaixados. Todos ficam temerosos sobre o que  virá pela frente. O povo esta sendo alijado do direito de votar de forma livre, para alegria de alguns. Mas ninguém garante que o Congresso e o STF e a tal da opinião pública parem por aí. O que mais incomoda esta opinião? O aborto? O simples fato de defender o aborto? A liberdade de expressão, já alvo do PT, partido que, eleito e reeleito para comandar todo o País e que, portanto, tem uma maioria a seu favor?
O futuro sem segurança jurídica, presunção de inocência e irretroatividade da lei dá muito medo. 

Ficha limpa Clamor de uma meia dúzia de intelectuais

0
O "Estadão" publicou a opinião do advogado criminalista Arnaldo Malheiros Filho, que coloca os detalhes dos inúmeros furos da lei da ficha limpa está colocado desta forma o  texto: "Mas nada se compara à afirmação de que se trata de clamor da sociedade. Não é. É reivindicação de uma minoria mais esclarecida e articulada, no sentido de que a maioria seja impedida de votar em quem bem entende. Se a sociedade não quisesse os 'fichas-sujas', eles não seriam eleitos. Deixemos o povo decidir. Isso se chama 'democracia". Democracia, agora é de se perguntar democracia de quem? 

sexta-feira, fevereiro 17, 2012


GILBERTINHO E O MICO DA DESCULPA.

0
Cobrado pela Presidente pelo desconforto que causou na relação com a bancada evangélica no Congresso, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, acabou se reunindo com os parlamentares (em palestra no Fórum Social Mundial, ele disse que o Estado deve fazer uma disputa ideológica pela "nova classe média", que estaria "sob hegemonia de setores conservadores"). Cabisbaixo diante das reclamações, o ministro pediu desculpa, reforçou compromissos do governo com o setor (contra o aborto) e procurou até mesmo aliviar a barra da ministra da Secretaria de Política das Mulheres, Eleonora Menicucci, que deu declarações pró-aborto. Um comentário, entretanto, fez a bancada evangélica sair desconfiada do encontro: Carvalho fez questão de dizer que pedia desculpas pelo efeito de suas declarações e "pelos sentimentos que elas provocaram, mas não pelas minhas palavras". Petista que se preza pode até ajoelhar, mas rezar que é bom... . 

STF JULGA FICHA LIMPA, OMITINDO PRINCÍPIOS JURÍDICOS

0
 É inadmissível que pessoas tão bem preparadas como os homens de Toga, os ilustres Juízes do supremo Tribunal Federal, deixem os seus conceitos e convicções pré concebidos sucumbirem a pressão popular. Pelo andar da carruagem todos os Ministros do STF optam por declarar constitucional a Lei da Ficha limpa, salvo Dias Toffoli que votou pela inconstitucionalidade da nova regra. Com absurda atitude o STF  está golpeando, o voto popular. A democracia entra em luto e veste preto para lamentar o voto popular cindido.
Houve ao longo destes dois anos de julgamento, atos falhos dos senhores magistrados, não fosse assim, não teria tantos pedidos de vistas do processo.
E como quem se sente acuado votaram pela constitucionalidade da Ficha Limpa, conscientes, como juristas que são, que julgou constitucional uma verdadeira aberração jurídica. Não é necessário ter PHD em Direito para contemplar tamanhos deslizes. Os homens do STF, jogaram na lata do lixo princípios como “presunção de inocência”, “irretroatividade da lei penal”.
Os favoráveis ao julgamento estapafúrdio, estão comemorando, mas a fatura virá alta, porque este absurdo cabe recurso.


quarta-feira, fevereiro 15, 2012


Até quando o Amianto será tolerado no Brasil?

0
A condenação dos donos da Eternit, na Itália, a 20 anos de prisão é um fato decisivo na história da segurança do trabaho no mundo.
O Barão Luis Cartier e Stephan Schimdheiny são acusados da morte de 2100 pessoas que produziam amianto para suas empresas.
O amianto é uma substância altamente perigosa que arruinou os pulmões de muitos trabalhadores também no Brasil.
No Brasil, há mais de 20 anos, a ativista Fernanda Giannasi leva uma longa luta para proibir o amianto algo que  ainda não conseguimos.
Há projetos na Câmara Federal com o objetivo de  banir o amianto. Mas há muita resistência da bancada de Goiás porque naquele estado há as jazidas de Minaçu, onde o amianto emprega gente.
A Câmra dos Deputados já trouxe especialistas do mundo inteiro para debater o tema e, baseado na experiência francesa(os franceses baniram o amianto) sempre foi afirmado que o tipo crisotila, que os goianos dizem ser inofensivo, também é perigoso para a saúde humana.
A proibição na França não mexeu com o Brasil. A condenação dos donos de Eternit na Itália também não mexerá. O Brasil só vai se mexer quando descobrir que o amianto vai puxar seus produtos para baixo e o próprio mercado vai forçar as mudanças.
Infelizmente a morte dos trabalhadores com os pulmões ressecados pelo amianto não interessa ainda ao governo dos Partido dos Trabalhadores. O mercado falará mais alto.


Mantega, que se explique.

0
Senadores da oposição entraram com representação na Procuradoria Geral da República para que seja aberta investigação contra o ministro Mantega por suspeita de omissão diante de denúncias levantadas pela Receita Federal e Polícia Federal contra o então presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci. A representação pede ao Ministério Público que instaure inquérito civil para apurar porque Mantega manteve Denucci no cargo. A vida do ministro pode se complicar caso a PGR resolva levar o caso adiante, assim como fez a Comissão de Ética da Presidência da República com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, ao determinar abertura de procedimento preliminar para investigar as suspeitas de enriquecimento ilícito do ex-prefeito de Belo Horizonte. 


Maledicência e Aborto na Esplanada

0
A bancada evangélica no Congresso Nacional, está unida e mostra total indignação à posse da nova ministra da SPM (Secretaria de Políticas para as Mulheres) Eleonora Menicucci, que é uma ávida defensora do aborto. A ministra foi empossada na última sexta feira (10/02), debaixo de ataques da bancada evangélica, quase toda abrigada na base aliada. A posição pública da ministra em favor do aborto, adicionada as declarações do Ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho,  no Fórum  Social, no final de janeiro, com  cunho depreciativo aos evangélicos, acenderam a revolta dos parlamentares evangélicos.
Querendo dar justificativas em nota lida no plenário da  Câmara, Carvalho não convenceu a bancada evangélica. E de forma contundente o Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), convocou os evangélicos a combaterem a nova ministra. E afirmou: ”Não se iludam a bancada evangélica se unirá não só para expressar repulsa pelas declarações de Gilberto Carvalho, mas também para combater a abortista que nomearam ministra. Sem contar com as declarações do Senador Magno Malta que disse da tribuna: Que Gilberto Carvalho tem que lavar a boca com álcool quando for se referir aos evangélicos, e que a bancada evangélica não o aceita mais como interlocutor.


FICHA LIMPA NA PAUTA DO STJ

0

O Supremo Tribunal Federal coloca na pauta para ser analisado novamente a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa. Uma questão que vai sendo levada à passos de tartaruga. Os ministros parecem que a propósito tem o interesse na procrastinação, quando pedem vista de algo que já sabem de cor e salteado, uma verdadeira novela de suspenses.
Tantas vistas para enfim chegarem ao denominador comum que já estava escrito nas estrelas, a maioria dos formadores de opinião, já tem suas apostas : Acreditando  que por maioria apertada, o tribunal julgará ser constitucional não exigir a condenação definitiva de políticos para que estes percam o direito de se candidatar, e via de conseqüência o eleitor também perder o direito de votar. O “Estadão” diz que o voto que apresentará dissonância, será do Ministro Marco Aurélio de Mello, que quando analisou a validade da Lei para as eleições de 2010, já indicou que seria a favor da Lei.
Mas fica aqui a dúvida, será uma decisão por maioria apertada de votos, além do “Estadão”, quem mais tem coragem de apostar?

sábado, fevereiro 11, 2012


Mais vale um pássaro na mão do que dois voando

0
Kassab foi destacado em vários jornais pela vaia que recebeu na festa 32º aniversário do PT. De um lado o Prefeito de São Paulo era vaiado pela plebe do PT e por outro a cúpula do partido e inclusive a Presidenta Dilma o aplaudiam, sem abafar o protesto do possível aliado deste ano. Sem contar que ausência e Marta Suplicy era o motivo também do barulho. Mas tudo isso era aguardado, a vaia à Kassab, a ausência da senadora e do vice Michel. É a maré interna do governo. Onde a base parece que vai ficando mais a distância das lideranças nacionais, e  quando é assim quase sempre tomam um rumo incerto.
Acorda Dilma!!!

quinta-feira, fevereiro 09, 2012


RECESSÃO

0
A maioria das Câmaras de vereadores voltaram do recesso, e já estão em rítmo acelerado de trabalho. Mas pelo visto os nossos Edís aqui em Mandaguari, resolveram dar uma esticadinha no descanso. Parece que a primeira sessão somente depois das festividades de Carnaval.

REPETINDO ATOS QUE TANTO CRITICARAM

0


Os petistas depois de tecerem pesadas críticas ao modelo tucano de privatização, sobem agora às tribunas da Câmara e do Senado sobre o leilão de concessão à iniciativa privada dos aeroportos de Cumbica,Viracopos e Brasília.

E alegando que a privatização petista não tem similaridade com a privatização tucana. Afirmando que os tucanos venderam a preço de banana as estatais brasileiras. Incorrem no erro a rapaziada de Dilma quando afirmam a necessidade da privatização no setor de transporte ferroviário e portuário, em função do abandono nos governos FHC.  O PSDB já esta fora a nove anos, e os meninos da Presidente estão esquecendo que Dilma herdou o governo de LULA que ficou oito anos no comando da nação. Tem sido mesmo assim, tudo o que as pessoas não sabem explicar, jogam nas costas do bode expiatório. E aqui o PSDB é o bode do PT.

                                  

 

 

segunda-feira, fevereiro 06, 2012


Comissão para Inglês ver...

0

A "Folha" publicou neste domingo (05) matéria com o fotógrafo Silvaldo Leung Vieira. Que fotografara o jornalista Vladimir Herzog morto em uma cela do DOI-CODI, em São Paulo, em 1975, afirma Vieira, que foi chamado pela ditadura para forjar a cena do suicídio.
 Hoje o jornal traz a repercussão de suas revelações, com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (que ainda não disse a que veio),declarando ser "natural que fatos como esse sejam investigados pela comissão".
A Comissão da verdade foi criada para esta finalidade,o momento proporciona a oportunidade de ouvir estes e outros fotógrafos, (e revelar as pessoas que estiveram alheias aos abusos da ditadura militar neste país, as mazelas e as atrocidades que estiveram instaladas por aqui). O trabalho da comissão poderá ser um sucesso, se botarem a mão na massa. Já tem muitos casos inscritos para serem apurados, só falta agora Dilma nomear os sete integrantes da Comissão. 

Novo Ministro das cidades e a Manchete Negativa

0
O deputado Federal Aguinaldo Ribeiro(PP), mal foi nomeado como ministro das cidades e antes de sua posse já está sendo metralhado pela imprensa. O jornal Folha de São Pulo afirma que Ribeiro é o dono de duas emissoras de rádio no interior da Paraíba, em nome de dois de seus empregados, uma vez que como Deputado não pode ter veículo de comunicação. Mas o disfarce não foi muito longe, a mentira tem pernas curtas, pois as empresas donas da rádios, a AE Comunicações, está sediada no endereço político do Ministro. Dilma terá trabalho ainda na faxina e na reforma da esplanada

sábado, fevereiro 04, 2012


Na Ásia e no Caribe a Ditadura é igual.

0
Cuba após tanto luta  de ideário de libertação revolucionário, parece que anda agora na contra mão dos direitos humanos. É inadimíssivel o que o camarada Raul Castro está fazendo com a blogueira Yoani Sánchez (ela queria vir ao Brasil para o lançamento de um filme). O exercício de um dos direitos humanos fundamentais: de ir e vir. No mesmo dia, sua congênere, a ricaça China, agiu com arbitrariedade impedindo que um advogado de direitos humanos se reunisse com a chanceler alemã Ângela Merkel, em visita ao país. Seja na Ásia  ou no Caribe ditadura é tudo igual. Chegam ao poder por meio de revoluções libertárias depois esquecem suas raízes, substituído os direitos funamentais dos cidadãos pela força das armas e da repressão.
Certinho estão os Titãs quando cantam: "a gente não quer só comida/a gente quer comida, diversão e arte/a gente não quer só comida/a gente quer saída para qualquer parte/ a gente não quer só comida/a gente quer bebida, diversão, balé/a gente não quer só comida/a gente quer a vida como a vida quer". Como na vida tudo passa, elas também passarão



Brasiguaios X Carperos

0

A situação na fronteira entre Brasil e Paraguai vem se transformando em um barril de pólvora prestes a explodir. Segundo o jornal "O Globo", os sem-terra dalém, os chamados "carperos", estão ameaçando invadir áreas agrícolas de brasileiros, conhecidos como "brasiguaios", podendo chegar a conflitos armados. De posse de documentos falsificados e decisões judiciais duvidosas, os paraguaios querem tomar à força terras que foram adquiridas e cultivadas pelos brasiguaios. Não adianta o governo ficar monitorando o conflito dos gabinetes refrigerados de Brasília, enquanto brasileiros são ameaçados de morte pelos tais "carperos". É preciso evitar derramamento de sangue. 

quinta-feira, fevereiro 02, 2012


Afinal, o que é prioridade no Parlamento?

0
Na lista de prioridades feitas pelo  Presidente da Câmara dos Deputados Marco Maia, estão as propostas polêmicas, como o projeto do Senado sobre a divisão dos royalties do petróleo e a previdência complementar de servidores públicos federais. Já Cândido Vacareza, líder do governo olha por outro prisma, colocou em primeiro lugar a Lei Geral da Copa, o Código Florestal e a previdência dos servidores. Há parlamentares que defedem a retomada da votação da reforma política, enquanto a oposição reinvidica a votação da PEC 300 (que cria um piso salarial nacional para policiais militares e bombeiros) e o fim do voto secreto nas votações do Legislativo. Os deputados ligados as centrais sindicais querem retomar a discussão sobre a redução da jornada de trabalho, votar uma política de ajuste acima da inflação para os aposentados que recebem acima do salário mínimo e o fim do fator previdenciário. A PEC que modifica o rito das MPs, bandeira do senador mineiro Aécio Neves, também está na fila. Muita discussão está garantida para este semestre, espera-se que muita definição e votações também. 



Mantega que se explique.

0
O economista Luiz Felipe Denucci, apadrinhado pelo Ministro da Fazenda para o cargo de Presidente da Casa da Moeda, foi exonerado do cargo por Guido Mantega. Uma vez que Denucci foi uma indicação de Mantega, cabe a ele portanto dar esclarecimentos sobre as atividades do ex-presidente da Casa da Moeda no exercício do cargo.
A oposição no congresso nacional querem expicações de Mantega e vão convocá-lo, embora parlamentares da base do governo afirmem que o Ministro da Fazenda já cumpriu o seu papel em demitir Luiz Felipe Denucci.

quarta-feira, fevereiro 01, 2012


Boa Resposta Presidente Dilma.

0
A Presidente Dilma deu uma resposta a altura àqueles que a indagavam em Cuba, sobre direitos humanos, colocando-a em saia justas, pois na ilha caribenha, há ainda dissidentes políticos que fazem greve de fome, e morrem por isso. Insatisfeita com os questionamentos e pela forma como foi abordada a Presidente  disse: "Nós vamos falar de direitos humanos em todo o mundo? Vamos ter de falar de direitos humanos no Brasil, nos EUA, a respeito de uma base aqui que se chama Guantánamo". E ainda frisou: "quem atira a primeira pedra tem telhado de vidro. Nós no Brasil temos o nosso. Agora, de fato, [os direitos humanos são] algo que temos de melhorar no mundo de uma maneira geral". No fim, ela falou de Direitos Humanos de todo sem falar dos direitos em Cuba. 


ODILIO BALBINOTTI DE VOLTA À CÂMARA DOS DEPUTADOS

0
Com a morte de Moacir Micheleto, do PMDB, em acidente no dia 30 de janeiro de 2012, quando viajava de Assis Chateaubriand para Curitiba, o suplente Odilio Balbinoti, também do PMDB, de Maringá, deverá assumir novamente uma cadeira na Câmara Federal. Marcelo Almeida agora é o 1º suplente. Balbinotti teve expressiva votação em toda a região e a ele se deve significativos recursos obtidos por grande parte dos municípios junto ao Governo Federal no mandato anterior.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...